Target Invest - Futuros

Fundos de ações ganham espaço entre os mais ricos

A procura por fundos de ações representou em 2018 uma das principais novidades na carteira dos investidores mais ricos, com patrimônio acima de R$ 1 milhão. Segundo dados divulgados pela associação das empresas do setor, a Anbima, no ano passado, esse tipo de produto representou 6,1% da carteira de investimento dos brasileiros de mais alta renda – avanço de quase quatro pontos porcentuais em relação a 2016 e de quase de dois pontos comparado a 2017.

O resultado do levantamento animou os gestores do ramo. Para eles, o ponto mais positivo é o crescimento sustentável do segmento por dois anos seguidos, o que pode representar uma tendência num mercado com alto potencial. No Brasil, a procura por produtos de renda variável – que inclui ações, câmbio e derivativos – ainda é considerado modesto comparando-se aos padrões internacionais.

Por isso, especialistas preveem amplo espaço para o avanço desses fundos em 2019, entre os mais ricos e também na faixa de médio padrão, conhecido como segmento de varejo. Esse movimento, no entanto, estaria condicionado à aprovação da reforma da Previdência, tida como fundamental pelo mercado financeiro para uma expansão do PIB acima de 2% e uma taxa de juros Selic estável ou até mesmo abaixo do atual patamar de 6,5%, que é mantida pelo Banco Central desde o dia 21 de março do ano passado.

Nesse cenário, estrategistas de instituições como Itaú, XP e Ativa já trabalham com recomendações de até 10% do capital dos clientes em produtos de renda variável. Esse porcentual, no entanto, pode subir para entre 15% e 20% das alocações ainda neste ano.

Segundo os gestores, essa expansão na renda variável terá impacto direto na procura por fundos de ações – produtos que demandam investimento mínimo menor e oferece uma gestão mais dinâmica e prática do que a compra de ações na Bolsa.

“Se tudo der certo na economia, os fundos de ações, que já estão crescendo entre os mais ricos, devem continuar nesse ritmo de expansão neste ano”, diz o sócio e líder de estratégia e alocação da XP Private, Luciano Telo. “Esse aumento na procura deve chegar no mercado de varejo em breve. Os investidores mais ricos têm mais recursos e um nível de educação financeira maior para adiantar essas tendências”, afirma o superintendente do Itaú Asset, Nicholas McCarthy.

N ÃO É T U DO A Ç ÃO

Os fundos de ações são produtos que, como diz o nome, reúnem em uma mesma cesta uma certa quantidade de papéis de empresas. Pela lei, eles precisam ter no mínimo 67% dos recursos alocados em ações. O restante pode ser aplicado até em renda fixa, uma estratégia usada para diminuir os prejuízos que possam ser causados pela volatilidade da Bolsa.

Existem dois tipo de fundo de ação: passivo e ativo. O passivo replica um indicador, por exemplo, o índice com as principais ações da B3, o Ibovespa. O ativo é constantemente modificado pelo gestor, que procura proteção e rentabilidade com base no cenário econômico.

É possível investir a partir de R$ 100 em fundos de ações, embora o recomendado sejam aportes acima de R$ 1 mil. O prazo para resgate é geralmente de 30 a 40 dias e a taxa de administração dos fundos ativos pode ser de 3%, em média.

Saiba mais entre em contato:

41 3340-9000

Fonte: https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2019/02/25/fundos-de-acoes-ganham-espaco-entre-os-mais-ricos.htm

 

Vamos Conversar?

Compartilhe esse conteúdo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter

Mercado Financeiro

Receba nosso Conteúdo

Fique por dentro do mercado financeiro.

Últimas Notícias

DISCLAIMER

As informações aqui apresentadas são genéricas e não devem ser consideradas como uma recomendação individualizada ou conselho de investimento personalizado . As estratégias de investimento mencionadas aqui podem não ser adequadas para todos. Cada investidor precisa avaliar uma estratégia de investimento levando em conta a sua própria situação particular e o seu perfil antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Todas as opiniões expressas estão sujeitas a alteração sem aviso prévio em reação à mudança de condições de mercado. Eventualmente são apresentados aqui dados de terceiros considerados fontes confiáveis. No entanto, a precisão, integridade ou confiabilidade desses dados não pode ser garantida. Nós não recomendamos o uso de análise técnica como um único meio de pesquisa de investimento.

A informação sobre investimentos fornecida pode não ser apropriada para todos os investidores, ela é fornecida sem respeito a sofisticação financeira do investidor individual, situação financeira horizonte de tempo de objetivo ou tolerância ao risco. As apresentações aqui divulgadas são apenas para fins educacionais e não são uma recomendação ou endosso de qualquer estratégia de investimento em particular. O desempenho passado não indica nem garante o sucesso futuro. O retorno irá variar e todos os investimentos envolvem riscos, incluindo a perda do principal.

Nada contido neste espaço constitui uma solicitação, a recomendação, promoção, endosso ou oferta da Target Invest de qualquer título particular, transação ou investimento. Por favor, lembre-se que as comunicações neste site são públicas, por isso, proteja sua própria privacidade e trate outros participantes com respeito. Por favor saiba que nós monitoramos comunicação neste site e proibimos qualquer solicitação, oferta de produto ou serviço ou comentários inadequados.
Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza.

Este material foi elaborado pela Target Invest, sendo extremamente proibida sua cópia ou publicação sem autorização prévia.