Mercado futuro: o que é e como funciona?

O mercado de ações oferece inúmeras possibilidades para diversificar uma carteira de investimentos. No entanto, se você busca alternativas para proteger o seu portfólio ou até para especular, vale a pena conhecer o mercado futuro.

Neste post, você entenderá do que se trata o mercado futuro e o que é negociado nele. Continue a leitura e conheça melhor os derivativos que podem ser úteis para a sua estratégia de investimento ou especulação!

 

O que é mercado futuro?

O mercado futuro é um ambiente de negociações que faz parte da bolsa de valores, no qual os participantes negociam contratos futuros. Uma particularidade desse mercado é o fato de as operações não serem liquidadas fisicamente.

Isso se contrasta com o mercado à vista, no qual a liquidação da operação ocorre em até dois dias úteis. No mercado futuro, a liquidação financeira acontece em uma data futura, conforme acordado no contrato.

Por meio desse ambiente, é possível usar derivativos para expor sua carteira a ativos como o ouro e o dólar. Devido à sua liquidez e a outras características, algumas pessoas usam o mercado futuro para especular.

Além disso, é possível recorrer a ele para realizar operações de hedge. Ou seja, proteger-se das oscilações do mercado.

Como funciona o mercado futuro?

Os contratos futuros são estabelecidos com o objetivo de permitir a investidores e especuladores que se exponham às movimentações de um determinado ativo. Por isso, esses contratos são conhecidos como derivativos.

Assim, você pode se posicionar comprado ou vendido em um contrato – que tem uma data de vencimento previamente estabelecida. Contudo, como você viu, negociar os contratos não implica, necessariamente, a aquisição física de um ativo.

Os derivativos permitem que os participantes tenham direito sobre a oscilação nos preços do mercado. Os resultados acontecem de acordo com a subida ou queda nas cotações do ativo relacionado ao contrato – como dólar, ouro e outras commodities. A apuração dos lucros ou prejuízos acontece diariamente – a partir do ajuste diário dos contratos.

Uma outra característica do mercado futuro é a possibilidade de operar sem ter todo o valor negociado disponível em conta. Isso acontece graças à alavancagem. No entanto, é preciso manter um saldo em conta para os ajustes diários em dinheiro ou investimentos, para gerar uma margem de garantia, que permite a alavancagem.

 

Quais são os principais contratos negociados no mercado futuro?

A seguir, você conhecerá os principais contratos que estão disponíveis no mercado futuro. Confira!

 

Contratos de índice

Os contratos de índice derivam do índice Ibovespa – que mede o desempenho médio das companhias mais negociadas na bolsa de valores brasileira.

Por meio de tais derivativos, é possível lucrar com a valorização ou desvalorização desse índice. Você pode optar entre contratos cheios e minicontratos. A diferença entre eles diz respeito ao valor negociado.

Com eles, o investidor pode especular ou mesmo fazer operações de proteção – por exemplo, da sua carteira de ações.

Uma característica importante desde derivativo (deriva do Ibovespa) é de que ele é negociado em pontos, sendo que cada ponto representa R$ 0,20, por exemplo, em uma operação que o investidor entenda que o mercado deve subir, comprando 10 contratos de índice à 114.000 pontos e vendendo esses contratos à 115.000 pontos posteriormente, geraria um ganho de 1.000 pontos por contrato, totalizando 10.000 pontos, o que representa um ganho bruto de R$ 2.000.

 

Contratos de dólar

Já os contratos de dólar seguem um princípio similar ao dos contratos de índice. Com eles, você pode lucrar conforme o desempenho da moeda norte-americana.

Assim como nos contratos de índice, é possível escolher entre os contratos cheios e os minicontratos, os quais deram origem ao termo “mini-dólar”. A partir deles, é possível lucrar com a especulação ou fazer hedge de suas operações cambiais, por exemplo.

Assim como os contratos de índice, os contratos de dólar também são negociados em pontos, entretanto é importante salientar que no Brasil temos o sistema de “Câmbio Sujo”, que significa que podemos ter intervenções no preço da moeda, então o Bacen pode fazer intervenções no preço tanto para cima quanto para baixo, com o objetivo de equalizar os preços de mercado.

 

Commodities

Os contratos de commodities incluem produtos como soja, café, boi gordo, milho etc. Mais uma vez, vale lembrar que a liquidação é apenas financeira, não envolvendo o recebimento de produtos.

No caso dos commodities é importante ter em mente que existem vencimentos com datas diferentes, entretanto existem datas com maior liquidez de mercado (períodos de safra e entre safra), por exemplo, no caso do Milho os contratos têm vencimento nos meses de jan, mar, mai, jun set e nov, porém os contratos com liquidez mais relevantes são só os meses de março, maio e setembro.

Outro ponto a ser salientado é de que cada contrato possui características específicas, seguindo nosso exemplo do Milho, cada contrato contempla um volume de 450 sacas de 60 kg (27 toneladas), então mesmo que conheça e acompanhe bem o commoditie, fique a vontade para consultar seu assessor sobre as especificações de cada contrato.

 

Como você viu, no mercado futuro é possível diversificar as suas operações. É possível buscar rentabilidade na especulação ou proteger seus investimentos.

Gostou das informações que trouxemos sobre o mercado futuro? Aproveite para aprender sobre a importância do ouro em uma carteira de investimentos!

Vamos Conversar?

Compartilhe esse conteúdo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter

Mercado Financeiro

Receba nosso Conteúdo

Fique por dentro do mercado financeiro.

Últimas Notícias

DISCLAIMER

As informações aqui apresentadas são genéricas e não devem ser consideradas como uma recomendação individualizada ou conselho de investimento personalizado . As estratégias de investimento mencionadas aqui podem não ser adequadas para todos. Cada investidor precisa avaliar uma estratégia de investimento levando em conta a sua própria situação particular e o seu perfil antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Todas as opiniões expressas estão sujeitas a alteração sem aviso prévio em reação à mudança de condições de mercado. Eventualmente são apresentados aqui dados de terceiros considerados fontes confiáveis. No entanto, a precisão, integridade ou confiabilidade desses dados não pode ser garantida. Nós não recomendamos o uso de análise técnica como um único meio de pesquisa de investimento.

A informação sobre investimentos fornecida pode não ser apropriada para todos os investidores, ela é fornecida sem respeito a sofisticação financeira do investidor individual, situação financeira horizonte de tempo de objetivo ou tolerância ao risco. As apresentações aqui divulgadas são apenas para fins educacionais e não são uma recomendação ou endosso de qualquer estratégia de investimento em particular. O desempenho passado não indica nem garante o sucesso futuro. O retorno irá variar e todos os investimentos envolvem riscos, incluindo a perda do principal.

Nada contido neste espaço constitui uma solicitação, a recomendação, promoção, endosso ou oferta da Target Invest de qualquer título particular, transação ou investimento. Por favor, lembre-se que as comunicações neste site são públicas, por isso, proteja sua própria privacidade e trate outros participantes com respeito. Por favor saiba que nós monitoramos comunicação neste site e proibimos qualquer solicitação, oferta de produto ou serviço ou comentários inadequados.
Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza.

Este material foi elaborado pela Target Invest, sendo extremamente proibida sua cópia ou publicação sem autorização prévia.