Agosto: mudança de cenário faz com que investidores tenham que repensar carteiras

Queda na taxa básica de juros da economia deve levar a mudança no perfil dos investidores

Se as previsões para julho eram conservadoras, por conta das incertezas que se instauraram principalmente no quadro político, o que de fato ocorreu no mês passado surpreendeu o mercado e os economistas positivamente: a instabilidade política diminuiu, a agenda econômica apresentou avanços e a atividade econômica dá sinais de melhora mês após mês.

“O bom momento que observamos em julho tende a continuar em agosto”, afirma Zeina Latif, economista-chefe da XP Investimentos. Complementando um cenário interno mais positivo, a especialista destaca que a economia mundial está entrando em um novo ciclo de crescimento, auxiliando na redução da aversão ao risco. No vídeo abaixo, Zeina explica o racional de sua análise para o mês de agosto.

Se a economia parece em um estágio mais favorável para agosto, no que diz respeito aos investimentos o cenário apresentou uma mudança importante: no dia 26 de julho o Banco Central anunciou a redução da taxa básica de juros para 9,25% ao ano, o menor patamar em quatro anos.

O comunicado da autoridade monetária também abriu a possibilidade de cortes mais fortes do que o antecipado anteriormente, fazendo com que instituições financeiras revisassem seus números e projetassem uma taxa Selic de até 7% neste ano – caso concretizado, esse será o menor nível já registrado na economia brasileira. Essa taxa serve de referência para diversas aplicações financeiras, e significa que agora ficará mais difícil para os investidores obterem ganhos de dois dígitos ao ano.

Adicionando mais risco às carteiras

Celson Plácido, estrategista-chefe da XP Investimentos, conta que costuma escutar muito em palestras a pergunta “o que fazer para ganhar mais de 1% ao mês”. Essa era uma questão facilmente respondida entre os anos de 2015 e 2016, quando as taxas de juros superavam os 13% ao ano e permitiam atingir esse desempenho sem muito esforço. Mas o cenário mudou e agora será preciso rever a estratégia se quiser chegar nesse número.

Com a derrubada da taxa básica de juros para 9,25% ao ano e a perspectiva de novos cortes nos próximos meses, é o momento de começar a repensar as carteiras para quem busca esse nível de rendimento. “Os brasileiros vão ter que buscar um risco um pouco maior se quiserem buscar um retorno melhor”, afirma Celson, complementando que os ganhos agora giram em torno de 0,6% a 0,7% ao mês nos investimentos de baixo risco.

Nesse novo cenário de juros baixos, o estrategista-chefe da XP Investimentos vê uma migração gradual dos investidores de um perfil conservador para moderado. Essa alteração permite acessar produtos que carregam retornos mais elevados, ao mesmo tempo em que adicionam mais risco na carteira.

Um investidor que estava acostumado a aplicar em títulos públicos do Tesouro Direto, por exemplo, pode encontrar alternativas mais rentáveis em fundos multimercados, que permitem ao gestor transitar entre diferentes mercados, como renda fixa, câmbio e ações, para identificar as melhores oportunidades. “Em momentos de queda nos juros, historicamente encontramos muitos desses fundos entregando retornos entre 140% a 200% do CDI”, afirma Celson.

Oportunidades na Bolsa

Uma alternativa para driblar os juros em baixa é o mercado acionário. O estrategista-chefe da XP Investimentos diz que há boas oportunidades, principalmente nos setores financeiro, serviços regulados (energia e saneamento) e consumo e varejo. Veja, abaixo, um pouco do racional sobre o que esperar para esses segmentos:

– Setor financeiro: os bancos podem se beneficiar da redução nos índices de inadimplência, enquanto deve manter margens elevadas mesmo com a redução na taxa básica de juros da economia.

– Setor de serviços regulados: há um debate intenso para iniciar um movimento de concessões em empresas de serviços regulados, como as de energia e saneamento. Se concretizado, pode atrair o interesse de estrangeiros para investir no setor, semelhante ao que aconteceu com os aeroportos.

– Setor de consumo e varejo: embora a taxa de desemprego permaneça elevada, a renda real da população tem apresentado melhora desde o movimento de desaceleração nos índices de inflação, o que favorece principalmente players que atuam com ticket médio baixo.

Para quem prefere continuar conservador

O perfil moderado não é para todo mundo. É preciso aceitar que em determinados momentos pode haver variação negativa nos seus rendimentos. Por isso, quem optar por permanecer com uma abordagem mais conservadora continuará a encontrar um bom cenário para investimentos no Brasil em renda fixa.

É preciso entender que o juro real – ou seja, as taxas de juros descontadas pela inflação – continua em patamares muito elevados no país, posicionando-se entre os mais altos do mundo. Para se ter uma ideia, as taxas brasileiras estão em torno de 6,5% ao ano, enquanto parceiros sul-americanos como Chile, Colômbia, México e Peru têm taxas girando em torno de 2% ao ano.

Os títulos públicos do Tesouro Direto continuam como boa opção nesse caso. No fim de julho, era possível encontrar prefixados com rentabilidade de 9,8% a 9,9% para ativos de longo prazo, o que significa ganhos próximos a 6,5% acima da inflação projetada para esse ano. Ainda que os ganhos nominais sejam menores do que no passado, poucos países no mundo oferecem ganhos reais tão elevados quanto no Brasil.

Para investir com quem é especialista de verdade, conte com a XP Investimentos | Target Invest. Acesse https://targetinvest.com.br

 Entre em contato 41 3340-9000

Fonte: XP Investimentos | blog.xpi.com.br/agosto-mudanca-de-cenario-faz-com-que-investidores-tenham-que-repensar-carteiras/

Vamos Conversar?

Compartilhe esse conteúdo

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter

Mercado Financeiro

Receba nosso Conteúdo

Fique por dentro do mercado financeiro.

Últimas Notícias

DISCLAIMER

As informações aqui apresentadas são genéricas e não devem ser consideradas como uma recomendação individualizada ou conselho de investimento personalizado . As estratégias de investimento mencionadas aqui podem não ser adequadas para todos. Cada investidor precisa avaliar uma estratégia de investimento levando em conta a sua própria situação particular e o seu perfil antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Todas as opiniões expressas estão sujeitas a alteração sem aviso prévio em reação à mudança de condições de mercado. Eventualmente são apresentados aqui dados de terceiros considerados fontes confiáveis. No entanto, a precisão, integridade ou confiabilidade desses dados não pode ser garantida. Nós não recomendamos o uso de análise técnica como um único meio de pesquisa de investimento.

A informação sobre investimentos fornecida pode não ser apropriada para todos os investidores, ela é fornecida sem respeito a sofisticação financeira do investidor individual, situação financeira horizonte de tempo de objetivo ou tolerância ao risco. As apresentações aqui divulgadas são apenas para fins educacionais e não são uma recomendação ou endosso de qualquer estratégia de investimento em particular. O desempenho passado não indica nem garante o sucesso futuro. O retorno irá variar e todos os investimentos envolvem riscos, incluindo a perda do principal.

Nada contido neste espaço constitui uma solicitação, a recomendação, promoção, endosso ou oferta da Target Invest de qualquer título particular, transação ou investimento. Por favor, lembre-se que as comunicações neste site são públicas, por isso, proteja sua própria privacidade e trate outros participantes com respeito. Por favor saiba que nós monitoramos comunicação neste site e proibimos qualquer solicitação, oferta de produto ou serviço ou comentários inadequados.
Este conteúdo tem propósito exclusivamente informativo e se baseia em dados estatísticos, metodologias probabilísticas, fatos concretos do mercado financeiro e em resultados financeiros apurados. Em nenhum momento, o conteúdo desta mensagem representa opiniões pessoais ou recomendações de investimento financeiro de qualquer natureza.

Este material foi elaborado pela Target Invest, sendo extremamente proibida sua cópia ou publicação sem autorização prévia.